Saulo vs Paulo

domingo, 20 de maio de 2012 0 comentários



Saulo x Paulo

Quando Saulo de Tasso perseguia os Servos do Senhor Jesus, ele se achava irrepreensível na Lei de Deus, pensando que cumpria tudo quanto era dito pelas Escrituras; porém ele vivia num dilema eterno que não se sabe ao certo se era compreendido por ele; porque, se A Lei diz para não matar, então como usar apoio da Lei para fazer algo que a própria Lei condena? Então por zelo da Lei ele caçava aqueles que não eram dominados pela Lei, a saber: Os discípulos de Jesus, porque não estão debaixo da lei, e sim pela graça, e amam a Jesus cumprindo a lei e não cumprindo a lei para amar a Deus; ao amar a Jesus, o cumprimento da Lei se torna uma consequência por via do amor.

Quanto a mim, sou varão judeu, nascido em Tarso da Cilícia, e nesta cidade criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zelados de Deus, como todos vós hoje sois. E persegui este caminho até à morte, prendendo, e metendo em prisões, tanto varões como mulheres, Como também o sumo sacerdote me é testemunha, e todo o conselho dos anciãos [...]” At 22: 3-5 Então quando ele ia resfolegando feito uma besta ameaças e morte contra os servos de Deus, Jesus apareceu a ele e desarmou aquele que dantes era um dos maiores perseguidores do Evangelho. Jesus com poucas Palavras o derrubou, não só do cavalo mais da sua existência equivocada; Saulo fica sem enxergar durante três dias que é a metáfora de Jesus três dias no ventre da terra morto; até que a luz do entendimento de Paulo ascende e ele agora enxerga Jesus como fundamento principal de vida. Passou a vida toda em trevas, pensando está na luz do Deus de Israel, e quando o Genesis da graça de Deus se ascendeu na vida de Saulo ficou cego; que é o caminho natural de todo aquele que está no escuro e vê uma grande luz fica encandeado.

Saulo morre, e nasce um Paulo; o nascido do espírito ninguém sabe de onde vem e nem para onde vai, e ele se torna ministro da incircuncisão, e passa a viajar para todos os lugares pregando a Palavra. Logo uma das coisas mais improváveis de acontecer, aconteceu. E o perseguidor passa a ser perseguido pelo mesmo motivo que ele perseguia, que é O Amor de Deus, O Evangelho. Mude agora as constantes Saulo e Paulo e você tem Lei x Graça, porque a lei, não poderia mais ter domínio sobre nós, porque não tínhamos a capacidade de cumpri-la, e serviu apenas de aio para nos conduzir a Cristo. A lei pede aquilo que não podemos dar, que é o cumprimento da mesma. Cumpriu nove das Dez Leis? Errado, porque na Lei tem de cumprir toda. Agora em antônimo vem a graça que nos da aquilo que não tínhamos por direito receber, isso a todo e qualquer homem.

Se você ama a Jesus, então você acaba de cumprir toda a Lei, porque a Lei de Jesus se resume em amá-lo; e quem ama não faz o que é ruim para si, que é machucar ou ofender os outros; Que é descrito pela Lei, mais sabendo que se falhar no cumprimento de alguma não tem problema algum, porque “nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus, Nosso Senhor”. Paulo diz: “Quando estou fraco, eis que sou forte.”

Quando ele parecia está forte, quando ele perseguia a Igreja, não a igreja de pedras, todos tinham medo, receio de encontrar com ele pelo caminho, era o temido Saulo que forçava os crentes blasfemar contra o Nome do Senhor, para depois, matá-los; então quando ele estava na condição de forte, na verdade na verdade, ele era fraco. Porém quando ele passou a anunciar o Evangelho logo ele passou a ser perseguido, e à vista humana, ele estava fraco, porém assim como Jeremias que foi perseguido de todo e era um lamentação ambulante em Israel; ele estava aprendendo o que é ser coluna de ferro, muro de bronze para o Senhor; é ser uma fortaleza sem parecer de fortaleza e resistir a todas as intemperes da vida, isto é uma fortaleza edificado na Rocha; ainda que seja um casebre resiste a tudo por está fundamentado No Terreno Rochoso. E é por isso que “somos como pobres, mas enriquecendo a muitos; como desconhecidos, mais sendo bem conhecidos; como morrendo e eis que vivemos; como castigados mais não mortos; como contristados, mas sempre alegres; como nada tendo mais tudo possuindo.” Você prefere existir como Saulo, ou viver como Paulo?

Por: Igor Luis

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Lutando com Deus | LcD